Principal > Cultura > Notícias
Português العربية
publicidade
    Tuesday, November 19, 2019
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Egito começa a aplicar lei contra a mutilação genital feminina

 Imprimir Arabesq | 13/08/2009 A | A
Publicidade
Consciência Jeans

O Ministério Público do Egito emitiu ordem de prisão nessa terça-feira (11) contra Ahmed Mahmoud Karim Gad (69 anos), acusado de realizar a “circuncisão” em uma criança do sexo feminino, na primeira aplicação da lei n º 126 de 2008, que incluiu a criminalização da mutilação genital feminina como uma das práticas prejudiciais à saúde das crianças.

A proibição do ato de mutilação feminina foi emitida pelo ministério da saúde do Egito em 2007, mas a lei que criminaliza e prevê pena para todas as formas de mutilação genital feminina foi discutida e aprovada em 2008. Com exceção de alguns radicais, a mesma recebeu o apoio de Xeiques e Muftis de todo o mundo islâmico, garantindo que a mutilação não é prevista pelo islã.

A menina de 11 anos foi identificada em um hospital no Egito com hemorragia resultante de mutilação. A investigação revelou que a mãe havia procurado o acusado para realizar a “circuncisão”.

O Egito sofria pressão por diversas agências de direitos humanos, entre elas a UNICEF (fundo das nações unidas para a infância e adolescência) que divulgou um relatório em 2005 afirmando que 97% das mulheres do país entre 15 a 49 anos tinham sido submetidas à operação.

A operação que consiste na remoção de parte do clitóris e dos lábios vaginais, serviria para diminuir o desejo sexual feminino e é considerada por famílias ultraconservadoras uma forma de proteger a castidade da filha.

Tanto garotas muçulmanas quanto cristãs são vítimas do crime no Egito e no Sudão, principalmente em regiões rurais e da periferia onde há precariedade da qualidade de vida e da situação econômica.

A prática também é comum na Eritréia, Etiópia e Somália, mas é muito rara no mundo árabe e islâmico.

O grande xeique da mesquita al-Azhar, no Cairo, afirmou diversas vezes que a “mutilação genital feminina é anti-islâmica”.

O líder da comunidade cristã copta egípcia, o papa Shenouda, também afirmou que a Bíblia não menciona a prática.

 Imprimir

COMENTÁRIOS
 
katia saud 8/14/2009 9:30:32 PM
o mundo está infectado por putaria, e nesse caso a mutilação deveria ser para os dois sexos.

Carmen Licia 8/15/2009 6:49:00 PM
Nada justifica a mutilação de nenhum dos sexos e é lamentável a mensagem raivosa de katia saud. O mundo também está repleto de coisas boas, de pessoas maravilhosas, solidárias.

Amyra El Khalili, Movimento Mulheres pela P@Z! 8/15/2009 9:59:42 PM
A mutilação genital feminina é prática herdada das tribos africanas que posteriormente se converteram ao islamismo, porém não a abandonaram associando-a a rituais afro em culto ao Islã. O esclarecimento se faz necessário para desmistificá-la sendo totalmente contrária a essência do Islamismo. Muito bem Tammam!

Alexandra Camilo 10/8/2009 9:50:24 PM
Faço dança do ventre arabe egipcia e sou cristã evangélica e concordo que a mutilação do clitóris não está na Biblia e acho que continuar a fazer isto não tem nada a ver com virgindade, as mulheres de fato devem se respeitar e ter a escolha de permanecer virgem ou não.

Daniela 7/18/2010 3:27:00 PM
Mutilção genital feminina é uma coisa muito muito triste, revoltante, deprimente. Que essa prática primitiva seja banida do mundo dos homens urgentemente!!!!!!!!!!!!!!

Kareema 4/21/2011 9:30:59 AM
A criação da lei proibitiva dessa pratica no Egito, deveria estar acompanhada de forte campanha de divulgação. Protegendo quem denuncia, penalizando quem a pratica e conferindo informações de alerta nos meios rurais. Dando inclusive proteção as jovens que podem se tornar vitmas. Leis tem aos montes, mas tem que ser divulgadas. Aleyko salam a todos

Kareema 4/21/2011 9:37:31 AM
A criação da lei proibitiva dessa pratica no Egito, deveria estar acompanhada de forte campanha de divulgação. Protegendo quem denuncia, penalizando quem a pratica e conferindo informações de alerta nos meios rurais. Dando inclusive proteção as jovens que podem se tornar vitmas. Leis tem aos montes, mas tem que ser divulgadas. Aleyko salam a todos

gilberto tome borges 11/9/2011 4:54:04 AM
É uma ofensa e integridade humana esta lei ja deveria ter acontecido a mais tempo.

gilberto tome borges 11/9/2011 4:54:13 AM
É uma ofensa e integridade humana esta lei ja deveria ter acontecido a mais tempo.

E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq

VEJA TAMBÉM
MAIS VISTOS

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.