Principal > Cultura > Notícias
Português العربية
publicidade
    Monday, November 18, 2019
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Londres expõe invenções islâmicas que ajudaram a civilização contemporânea

 Imprimir Arabesq | 01/02/2010 A | A
Publicidade
Consciência Jeans

Da Redação Arabesq

A capital britânica Londres hospeda atualmente a exposição sobre invenções e descobertas islâmicas que contribuíram para a civilização contemporânea. Desde escovas de dentes, hospitais, ciências e matemática até aeronaves.

A exposição do Museu de Ciência em Londres, usa como referencia o livro "Mil e Uma Invenções” do professor Hassani al-Salim que afirma existir uma "lacuna em nosso conhecimento (ocidental), pois saltamos da época da Renascença para a Grécia."

Ele garante que muitas das invenções e descobertas que contribuíram para a linha da civilização contemporânea vem da civilização islâmica, que difundiu-se para Portugal, Espanha e sul da Itália até a China. Salim deseja que esta exposição contribua para iluminar as contribuições de culturas não-ocidentais na produção da civilização contemporânea.

Hassani ressaltou que a cirurgia começou no ano Mil com o médico Alzarawi que escreveu mais de 1500 páginas sobre cirurgia e sua obra foi usada como referência na Europa por quase 500 anos. Al Zarawi realizou a primeira cesariana e criou o primeiro fórceps que se tem conhecimento.

O livro explica que o povo do Iêmen foi o primeiro a descobrir o café, no século IX, usando-o para ajudá-los a madrugar buscando a adoração espiritual. A bebida só chegou à Turquia no século 13 e, em seguida, foi para a Itália no século 16.

Abbas Ibn Firnas foi o primeiro a projetar um possível planador, no século IX, construiu um objeto parecendo um pássaro e tentou sobrevoar a cidade de Córdoba, na Espanha. Segundo Hassni, Abbas teria planado por diversos minutos antes de cair e ferir a coluna. Esses projetos teriam servido de inspiração séculos depois para o famoso inventor italiano Leonardo da Vinci.

A Princesa Fátima Alfarhi fundou a primeira universidade na cidade de Fez, no Marrocos, e sua irmã Maria construiu uma mesquita ao lado. Ambas ficaram conhecidas por a universidade e a mesquita de Al Koruiin que ainda estão abertas depois de 1200 anos. Hasani acredita que a história das duas irmãs lembra que a educação está no centro da tradição islâmica.

Na oftalmologia, Ibn al-Haytham foi o primeiro a provar que a percepção visual é resultante da reflexão da luz dos objetos. Já a álgebra teve seus fundamentos desenvolvidos pelo cientista persa Al-Kharazmi. Na música, os muçulmanos fizeram contribuições significativas, como a criação do alaúde, da rabeca, que são os ancestrais do violão e do violino.

O Profeta Muhammad foi o primeiro a promover o uso da escova de dentes no ano 600, usando um pequeno ramo de uma árvore para limpar os dentes e se purificar.

O primeiro hospital surgiu no Egito no século IX e foi chamado de "Hospital Ahmad Ibn Tulun" que atendia gratuitamente, com base na tradição islâmica que exige cuidar dos duentes.

 Imprimir

COMENTÁRIOS
 
Zainab hudhayfa 5/11/2010 9:46:50 AM
Fantastico, ao menos Londres mostra alguma coisa boa do islam. Ao inves de somente chamar musulmano de terrorista.

E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Abbas Ibn Firnas foi o primeiro a projetar um possível planador no século IX Abbas Ibn Firnas foi o primeiro a projetar um possível planador no século IX
Rádio Arabesq

VEJA TAMBÉM
MAIS VISTOS

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.