Principal > Cultura > Notícias
Português العربية
publicidade
    Monday, November 18, 2019
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


ICArabe celebra cinco anos no Esporte Clube Sírio

 Imprimir ICARABE | 03/05/2010 A | A
Publicidade
Consciencia Jeans

Por Ana Maria Barbour

O ICArabe (Instituto da Cultura Árabe) realizou no dia 27 de abril, no Esporte Clube Sírio, uma celebração em comemoração aos seus cinco anos de fundação. Estiveram presentes cerca de 150 participantes, entre sócios, intelectuais, estudantes, colaboradores e apoiadores da entidade. Houve ainda a realização de um dîwân, atividade que abrange dança, poesia e música árabes, e o lançamento dos novos portal e newsletter  eletrônicos do Instituto.

Durante a abertura do evento discursaram o presidente do Instituto, Michel Sleiman, e o presidente de Honra, Aziz Ab’Saber, que relembrou o contexto da fundação da entidade e se disse muito orgulhoso com os resultados que vêm sendo alcançados. “Eu tinha a preocupação em mater o foco da entidade na cultura do mundo árabe, considerando toda a abrangência que esse termo carrega, e desviando dos conflitos no Oriente Médio, que é um tema tão complexo. O ICArabe tem conseguido manter essa linha”, afirmou.

Os presentes na comemoração receberam um folder em que estão descritas as principais atividades realizadas pelo ICArabe nestes cinco anos de existência. Soraya Smaili, diretora Cultural e Científica da entidade, ressaltou algumas delas, como as mostras de cinema Mundo Árabe e Imagens do Oriente, já inseridas no calendário oficial cultural da cidade de São Paulo; os diversos cursos; exposições fotográficas, lançamentos de livros, debates, palestras entre muitos outros. “Este trabalho só é possível por ser voluntário, coletivo e comprometido com a herança generosa e humanista que caracterizou a cultura árabe por tantos séculos e que continua viva”, disse ela em seu discurso.

A diretora anunciou ainda as atividades programadas para este ano: “Teremos a mostra de filmes e fotografias ‘Palestina: vida e sangue’, na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), entre 29 de abril e 14 de maio; IV Mostra Imagens do Oriente – Cinema Egípcio; o curso ‘História do mundo árabe: Síria e Líbano’; o curso de arte e arquitetura árabes; a V Mostra Mundo Árabe de Cinema; o seminário ‘A imigração árabe no Brasil: mais de 130 anos’; Dîwân das Américas e uma mostra fotográfica sobre a imigração árabe”, relatou.

O dîwân contou com as apresentações de Michel Sleiman, que recitou o poema de Adonis (Ali Ahmad Said Esber) “O Sacre”, traduzido por ele do árabe para o português e, de Leandra Yunis, que também participou da leitura e executou uma dança ao som do alaúde tocado por Jihad Smaili.

O escritor Milton Hatoum, presente à atividade, elogiou o evento. Segundo ele, o ICArabe veio para ficar. “O Instituto nasceu inspirado na obra de Edward Said, então é claro que tem algo a dizer”, conclui. Já o vereador paulistano Jamil Murad (PCdoB) destacou o papel importante que o ICArabe desempenha ao reconhecer, promover e elevar a cultura árabe no Brasil. “A entidade já provou sua excepcionalidade”, disse. Para a diretora cultural do Centro Cultural Árabe Sírio no Brasil, Majd Shara, o ICArabe já fez muito em apenas cinco anos. “Fiquei surpresa! Foi um prazer participar dessa festa”, elogiou.

Outra presença ilustre foi a da professora estadunidense Ella Habiba Shohat, da Universidade de Nova York, que está no Brasil para ministrar um curso na USP (Universidade de São Paulo) sobre multiculturalismo, com base na crítica da imagem eurocêntrica. “Fui amiga de Edward Said e ainda sou da sua esposa, Mariam. Não conhecia o ICArabe e fiquei impressionada com a sua abertura para as várias perpectivas do mundo árabe, considerando toda sua complexidade”, afirmou.

Segundo Raul Gorayeb, sócio do instituto desde a sua fundação, o fato de o ICArabe ser uma entidade independente permite a adesão das pessoas em torno da questão cultural. “Acho que o trabalho está sendo feito de forma correta, pois vemos que está aglutinando pessoas. Espero que em breve consigamos ter uma sede bem bonita”, completou.

Já para Tamman Daaboul, presidente do portal de notícias Arabesq, a presença de intelectuais renomados no evento demonstra a credibilidade que o Instituto adquiriu na sociedade. “Conheço a dificuldade de promover a cultura árabe no Brasil e acho que o ICArabe vem fazendo isso bem, representando toda a complexidade e pluralidade que essa cultura tem”, colocou. A festa foi encerrada com um coquetel de confraternização.

A origem
Após a morte do intelectual palestino Edward Said, ícone da defesa e promoção da cultura árabe em todo o mundo, em setembro de 2003, foi realizado na cidade de São Paulo, em dezembro do mesmo ano, o “Ato em homenagem a Edward Said”. Naquela ocasião, sentiu-se a necessidade de se criar uma instituição que se constituísse em referência na preservação e divulgação dessa cultura milenar. Assim, estava lançada a ideia de um Instituto da Cultura Árabe que fosse ao mesmo tempo uma entidade civil, autônoma, laica, de caráter científico e cultural. O ICArabe tornou-se realidade menos de um ano depois, em outubro de 2004. De lá para cá, vem evoluindo e expandindo sua visibilidade no País.

 Imprimir

No momento não temos comentário, entre com o primeiro comentário aqui...
E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq

VEJA TAMBÉM
MAIS VISTOS

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.