Muçulmanos erguem 'Mesquita do fim do mundo' perto do Polo Norte

Receita de Muçulmanos erguem 'Mesquita do fim do mundo' perto do Polo Norte

A | A
Entre os labirintos de montes nevados, no ponto mais ao norte do Canadá, a apenas 200km do pólo norte, em uma cidade praticamente isolada do mundo, o chamado de “Allahu Akbar" chegará.

Entre os labirintos de montes nevados, no ponto mais ao norte do Canadá, a apenas 200km do pólo norte, em uma cidade praticamente isolada do mundo, o chamado de “Allahu Akbar" chegará com a mesquita que está sendo levada ao local por uma balsa em um dos rios próximos à pequena aldeia de Iinowick.

O pequeno vilarejo de Iinowick de 3700 habitantes que resiste a temperaturas de -40oC abriga cerca de 80 muçulmanos árabes do Canadá que desejavam ter um local apropriado para realizar suas orações ao invés da pequena cabana de madeira de 21m2 que mal cabia a metade dos fieis.

A pequena comunidade islâmica tecia aos poucos o sonho de construir uma mesquita no “fim do mundo”, mas enfrentava as dificuldades dos altos custos da cidade remota onde tudo é muito mais caro devido à dificuldade de transportar as mercadorias para o local.

Com isso o sonho virou um pesadelo financeiro que incomoda a pequena comunidade islâmica na tentativa de juntar o valor do terreno e os custos de construção que passam de 750 mil dólares.

Dr. Hassan Saud

O drama da comunidade atravessou o Canadá e chegou ao conhecimento de um médico saudita que vive a 4 mil km de Iinowick onde comanda, com a sua esposa, uma instituição beneficente islâmica.

Quando foi informado sobre o sonho dos muçulmanos do pólo norte, Dr. Hassan Saud de 43 anos, iniciou uma campanha de doações e prometeu construir uma mesquita em Iinowick com meio milhão de dólares.

O valor foi arrecadado em poucos dias com doações anônimas da comunidade islâmica do Canadá. A mesquita de 457m2 foi construída em abril com supervisão do médico saudita a 4000 km de distancia da pequena aldeia , e começou a ser transportada por terra em agosto atravessando 2900km em 1 mês. A jornada terrestre foi então interrompida e começou o transporte de balsa por um rio que chega a Iinowick, no total o transporte custou 100 mil dólares. Em 20 dias a mesquita batizado de “Mesquita no fim do mundo” será finalmente instalada em um terreno adquirido pela comunidade que ampliou o sonho e deseja agora erguer um centro cultural islâmico e uma escola de árabe.

Com al-arabiya