Principal > Cultura > Notícias
Português العربية
publicidade
    Monday, November 18, 2019
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Mulher do Iêmen conquista o premio Nobel da Paz

 Imprimir Reuters | 07/10/2011 A | A
Publicidade
Consciência Jeans

 

A ativista iemenita Tawakkul Karman, uma das laureadas com o Prêmio Nobel da Paz de 2011, disse nesta sexta-feira (7) que o prêmio é uma vitória para todos os ativistas pró-democracia do Iêmen.

Em entrevista à rede Al Jazerra, ela disse que todos os iemenitas estão felizes com o prêmio e disse que a luta por um Iêmen "moderno e democrático" vai continuar até que todos os direitos sejam conquistados.

"Trata-se de uma honra para todos os árabes, muçulmanos e mulheres. Eu dedico este prêmio a todos os ativistas da Primavera Árabe", disse ao canal Al-Arabiya.

"Estou muito feliz", disse a ativista, uma das figuras dos protestos populares no Iêmen contra o regime do presidente Ali Abdullah Saleh, no poder há 33 anos.

Atualmente, ela está acampada na Praça Tahrir, na capital Sanaa, em protesto contra o governo.

"Não esperava receber este prêmio e nem sequer sabia que minha candidatura havia sido apresentada", disse Tawakkul, mulher ativista em um país pobre e conservador no qual as mulheres não cumprem um papel político de primeiro plano.

Jornalista, ela foi uma das principais líderes das manifestações estudantis que, em janeiro, iniciaram os protestos populares contra o regime.

Saleh chegou a firmar acordos com a oposição, mas se recusa a entregar o poder. Gravemente ferido por um atentado na mesquita do palácio presidencial, ele viajou à Arábia Saudita para tratamento médico e, após mais de três meses de especulações, voltou ao país.

 Imprimir

COMENTÁRIOS
 
GEORGE KHAIRALAH HADDAD 11/15/2011 2:31:08 PM
Isso é para mostrar que as mulheres árabes, não são tão submissas, como mostram a propaganda ocidental deturpada.

ALEX BONIFACIO 11/24/2011 5:41:50 PM
Parabenizo a ativista iemenita Karman pelo reconhecimento lhe dado.A mulher árabe tem muita liberdade, talvez até maior do que as não árabes.Invejo grandemente este poder de reação feminista.Parabéns a todas as mulheres árabes por mais uma demonstração de liberdade.

E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq

VEJA TAMBÉM
MAIS VISTOS

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.