Principal > Cultura > Especiais
Português العربية
publicidade
    quarta-feira, 26 de abril de 2017
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Moísés, Jesus e Maomé - por Roberto Ganem

 Imprimir Arabesq | 18/01/2012 A | A
Publicidade
Consciencia Jeans

Existem, impressionantemente, alguns fatos em comum na vida destes líderes obstinados que deram origem às tres maiores religiões monoteístas .

O pequeno Moisés, tendo sido recolhido do rio Nilo num rústico cesto de vime passou a ser criado como um príncipe pela única irmã do faraó Seti.

O menino cresceu forte e mostrou-se logo ser possuidor de denotada inteligência. Não gostava do modo como eram tratados os escravos hebreus, usados impiedosamente nas construções das cidades egípcias.

Quando, por fim, lhe fora revelada sua verdadeira origem como filho de mulher hebréia ele optou por ficar ao lado de sua mãe biológica e também dos seus irmãos Arão e Miriam, assumindo por completo sua identidade como Hebreu.

Moises - Ilustração Inédita do artista Roberto Ganem
Moises - Ilustração Inédita do artista Roberto Ganem

Seu povo, massacrado nos atoleiros de fabricação de tijolos, o reconheceu como sendo “O Libertador” enviado por Deus. Expulso do Egito foi parar no acampamento de Jetro, onde desposou uma de suas sete filhas.

Despertado pela curiosidade de ir ao topo de uma montanha, no Sinai, que expelia fogo e muita fumaça negra, Moisés teve aí um diálogo com Deus que o autorizou a ir batalhar pela libertação do seu povo no Egito, valendo-se unicamente de seu cajado que se tornou miraculoso.

Após castigar a terra dos faraós com as famigeradas sete pragas, recebeu a anuência de Ramsés para deixar aquela terra com toda sua gente sofrida.

A seguir recebeu de Deus os dez mandamentos e prosseguiu vagando pelo deserto durante anos.
Finalmente passou seu cajado a  Josué, que conduziu o povo já bastante testado à tão sonhada terra prometida.

Jesus - Ilustração Inédita do artista Roberto Ganem
Jesus - Ilustração Inédita do artista Roberto Ganem

Jesus, tendo já nascido predestinado, desde cedo assombrou seus pais fazendo alguns prodígios e aos doze anos deixava, através de sua precoce lucidez, perplexos os doutores no templo de Jerusalém.

E sendo repreendido por sua mãe por ter desaparecido, respóndeu-lhe com excessiva segurança: - Não sabeis que necessito cuidar dos assuntos de meu pai?

Crescendo também em força e sabedoria, Jesus atuou por um tempo como discípulo de João Batista que se vestia com uma pele de animal, pregava no deserto e se alimentava de gafanhotos.

Foi por ele batizado e apresentado a todo o povo como o “Cordeiro de Deus”, o que  tira os pecados do mundo...E de quem o profeta rústico se dizia não ser digno de atar-lhe as sandalhas.

Iniciou sua vida pública aos trinta anos, após ter empreendido rigorosa provação, caminhando e jejuando por quarenta dias pelo deserto hostil.

Passou a fazer prodígios, curando a todos os que estissem enfermos ou possuidos pelos maus espíritos. Pregou o “Evangelho” (“a boa nova”, em grego) por toda cidade por onde passava com seus discípulos.
Convulsionou a Judéia chamando a atenção dos Fariseus (os detentores da lei Mosaica) e também dos Romanos.

Finalmente foi julgado e condenado por culpas que lhe imputaram tanto uns quanto os outros.
Reconhecido como o príncipe do amor, induziu sempre seus seguidores a amar e a perdoar incondicionalmente.

Aceitou as prostitutas, os leprosos, até mesmo não excluia os mau feitores, uma vez que se arrependessem.

Tolerava a todos menos os fariseus, a quem chamava de hipócritas, ou de cegos que pretendiam conduzir os demais cegos.

Ilustração Inédita do artista Roberto Ganem
Ilustração Inédita do artista Roberto Ganem

Maomé não teve diferente percurso no desenrolar da sua vida, também bastante mística e controversa.
Natural de Meca dedicou-se, nos primeiros anos de sua adolescência, ao comércio auxiliando seu tio nas expedições que este empreendia à Síria.

Tinha por hábito retirar-se para as montanhas nos arredores de Meca para meditar e jejuar.
Certo dia, quando se encontrava em pleno transe no interior de uma caverna situada no monte Hira, o arcanjo Gabriel dirigiu-lhe a palavra sugerindo que ele deveria pregar a todo o povo, a fim de que voltasse a adorar somente ao Deus único e destruísse as estátuas pagãs existentes em grande quantidade na própria Meca.

E também que restaurasse a lei Judaíca estabelecida por Moisés, pelos profetas e finalmente a cristã por Jesus. Em sua mensagem promoveu o respeito e o amparo que se deveria dar aos órfaos, pobres, viúvas e enfermos excluídos da sociedade, o que ele se empenhara por fazer com o maior gosto.

Casou-se com Cadija com quem teve seis filhos e após a morte desta, com mais algumas das que haviam sido esposas de seus companheiros mortos. Isto ele o fez com o objetivo principal de ampará-las.

Perseguido em Meca, viu-se obrigado a refugiar-se em Medina, onde tornou-se o chefe da primeira comunidade mulçumana. Empreendeu algumas lutas com aqueles que não o aceitavam como o “último profeta de Deus”, mas finalmente retornou triunfante à  Meca, onde se estabeleceu definitiv

 Imprimir
Roberto Ganem
Escritor e artista formado em arquitetura na USP e artes plásticas na Associação Paulista de Belas Artes.


COMENTÁRIOS
 
eugenio barreto 21/01/2012 18:29:51
gostei muito dos fatos em comum na vida deste lidereres

Caio 27/01/2012 11:12:54
Parabéns ao portal 'Arabesq" e ao Sr. Roberto Ganem por este artigo ilustrado. Artigo claro e informador. Ilustrações encantadoras.

selma ismael mohamed 16/02/2012 11:27:05
Reitero os parabéns ao Sr Roberto Ganem pelo artigo que nos faz feliz cada vez que lemos e lembramos dos iluminados que tentaram trazer a Luz aos seres humanos. Lastimamos que ainda hoje o Homem não aprendeu os ensinamentos. Daí ainda estarmos em profundo conflito entre os povos pela ganância do poder.

E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Moises - Ilustração Inédita do artista Roberto Ganem Moises - Ilustração Inédita do artista Roberto Ganem
Rádio Arabesq

VEJA TAMBÉM
MAIS VISTOS

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.