Lago no Saara foi cemitério em duas épocas separadas por mil anos

Receita de Lago no Saara foi cemitério em duas épocas separadas por mil anos

A | A

Pesquisadores descobriram um cemitério que data da Idade da Pedra, às margens de um lago seco no deserto do Saara, o maior do mundo.

O local contém esqueletos de seres humanos, peixes e jacarés, da época em que o Grande Saara era coberto pelo verde.

O pesquisador da Universidade de Chicago, Paul Serebno, acredita que o sitio arqueológico no Níger remonta a dez mil anos atrás, sendo chamado de “jouberu” ou “O Cemitério” pelos tuaregues.

Apesar de o lago ter sido descoberto em 2000, hoje os pesquisadores tem informações suficientes para concluir um relatório abrangente sobre o mesmo. “descobrimos que aquele local foi no passado um paraíso verde”, disse Paul.

A missão que buscava fósseis de dinossauros, encontrou remanescentes de seres humanos, animais e artefatos de construção manual.

O site inclui, pelo menos, 200 tumbas de épocas diferentes separadas por cerca de mil anos.

A equipe de pesquisadores recolheu material dos achados no local, para estudo mais aprimorado, buscando maiores informações sobre a data e o local de fabricação dos artefatos manuais encontrados.