Principal > Economia > Notícias
Português العربية
publicidade
    Tuesday, November 12, 2019
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Emirados Árabes se retiram do projeto de união monetária do CCG

 Imprimir Arabesq | 20/05/2009 A | A
Publicidade
Consciência Jeans

Os Emirados Árabes Unidos anunciaram na quarta-feira (20) a sua retirada do projeto de união monetária do Golfo, com implementação prevista para 2010. Mas confirmou que não haverá mudança de política monetária.
 
A agência oficial de notícias do emirado, transmitiu a declaração do Ministério das Relações Exteriores afirmando que: "Os Emirados Árabes Unidos decidiram não ser parte da Convenção sobre a união monetária o Golfo".
 
Segundo a mesma fonte, o país já comunicou a sua retirada do projeto ao Secretariado-Geral do Conselho de Cooperação dos Estados Árabes do Golfo (CCG), desejando sucesso aos Estados que permanecem na convenção.
 
“os EAU continuarão a trabalhar pelos interesses dos cidadãos dos países do CCG, e desempenhará o seu papel como uma instituição fundadora do Conselho, a fim de atingir a sua missão e objetivos", acrescentou a fonte.
 
A agência também citou o Presidente do Banco Central emirati, Sultan Nasser Al-Suwaidi, garantindo que a taxa de câmbio do dirham permanecerá vinculada ao dólar americano, e que a política monetária dos EAU permanecerá inalterada.
 
Os Emirados Árabes Unidos e quatro países do Golfo, incluindo Arábia Saudita, planejavam introduzir uma moeda única para os países do CCG até 2010.
 
A decisão dos EAU deve ter impacto negativo sobre os planos de integração econômica dos países do CCG, especialmente sobre o projeto da união monetária da região, afirmou o conselheiro do Banco Nacional de Abu Dhabi, Ziad Dabbas.
 
Ziad espera não haver efeitos negativos sobre os mercados da região, mas alerta que esta é uma fase difícil e necessita de muita união.

Motivo e Possível Retorno

Autoridades dos Emirados Árabes Unidos cogitaram a possibilidade de retorno à união monetária do CCG, caso as condições do acordo sejam alteradas, e a sede do Banco Central da organização seja acolhida pelo país.

Em entrevista à Reuters, o Ministro das Relações Exteriores do EAU, Xeique Abdullah bin Zayed Al Nahyan, teria esclarecido que o seu país não está satisfeito com as condições do projeto e que no ano passado era o único candidato à sede do Banco central, responsável pela emissão da nova moeda.

“os emirados são a única nação que se candidatou, até o ano passado, para sediar o BC do CCG... e acreditamos que temos esse direito, mas o mesmo não foi concretizado...”, defendeu Al Nahyan.

Em 5 de maio, o CCG decidiu que Riad, a capital da Arábia Saudita, sediaria a instituição central do projeto.

com al-Jazeera e agências

 Imprimir

COMENTÁRIOS
 
Edmundo 5/20/2009 7:37:41 PM
Enquanto durar esta desunião dos Paises Arabes, estes não conseguirão nada, isto é, o respeito da comunidade Internacional, que só os vê como fornecedores de Petroleo, e nada mais. Como é dificil unir o mundo Arabe. São cabeças duras, apanham e não se emendam é uma pena.

Carlos C. Canabal 8/18/2009 9:38:10 PM
Discordo do comentário do Sr. Edmundo e o convidaria a fazer uma comparação com o nosso MERCOSUL, para ver qual pais é cabeça dura, apanha e não se emenda, como ele diz. A luta dos paises árabes não é somente por uma integração econômica e comercial. Problemas religiosos, territoriais, pressão estrangeira por democracias, e uma tendencia conturbada pela ocidentalização, são alguns dos problemas que o Oriente Medio enfrenta há décadas. Mesmo assim, investem no futuro, na construção civil e no turismo, gerando empregos e impressionando o mundo. Enquanto isso, depois de 20 anos de Mercosul, nossos países ainda não estam unidos, não se preparam para o futuro, e também não estão integrados com a comunidade internacional que só enxerga nossa amazonia, nossas reservas e nossa capacidade de endividamento e de má gestão político-administrativa apimentada com degradante e histórica corrupção.

E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq

Países Árabes
<
Arábia Saudita Argélia Bahrein Catar Djibouti
Egito Emirados Iémen Ilhas Comores Iraque
Jordania Kuwait Líbano Líbia Marrocos (em construção)
Mauritania (em construção) Omã Palestina (em construção) Síria Somália
Sudão Tunísia
VEJA TAMBÉM
MAIS VISTOS
Taxas

Moedas

Compra

Venda

Dinar Argelino

62.85

62.96

Dinar do Bahrein

0.37

0.37

Dinar Iraquiano

1,197.60

1,198.60

Dinar Jordaniano

0.70

0.701

Dinar Kuwaitiano

0.27

0.27

Dinar Líbio

1.19

1.19

Libra Sudanesa

2.05

2.06

Dinar Tunisiano

1.17

1.17

Dirham EAU

3.67

3.68

Dirham Marroquino

7.29

7.36

Franco Comorense


Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.