Principal > Economia > Notícias
Português العربية
publicidade
    Friday, December 06, 2019
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Exportações para países árabes crescem 4% no primeiro semestre de 2009

 Imprimir CCAB | 25/08/2009 A | A
Publicidade
Consciencia Jeans

As exportações brasileiras para os Países Árabes alcançaram o valor de US$ 4,3 bilhões no primeiro semestre de 2009, o que representa um crescimento de 4,1% em relação ao mesmo período do ano passado. O resultado é considerado bastante positivo pela Câmara de Comércio Árabe-Brasileira, uma vez que foi obtido em meio à retração do comércio global e no momento em que as vendas brasileiras para o mundo, entre os meses de janeiro e junho, tiveram uma redução de 22%, na comparação com 2008.

De acordo com o presidente da Câmara Árabe, Salim Taufic Schahin, o crescimento das exportações mostra a maturidade e a importância do intercâmbio comercial entre brasileiros e árabes. “Apesar do cenário internacional de turbulências, desde março estamos conseguindo reequilibrar o comércio bilateral com os árabes, com o crescimento das exportações”, afirma.

O executivo destaca, ainda, o crescimento da participação dos mercados árabes como destino das exportações brasileiras. No primeiro semestre de 2008, esse índice era de 4,56% e fechou o período de janeiro a junho deste ano em 6,15%.

O desempenho positivo das vendas para os árabes foi sustentado, sobretudo, pelo crescimento de 24% das exportações brasileiras para os países árabes do Norte da África, como Argélia, Egito e Marrocos, entre outros, que totalizaram US$ 1,63 bilhão em embarques de mercadorias.

Mesmo no ranking dos quatro principais destinos das exportações brasileiras para os Países Árabes – que é liderado pela Arábia Saudita, com um total de US$ 955,63milhões – dois estão localizados no continente africano: Egito e Argélia, que figuram, respectivamente, com volumes de US$ 734,53 milhões e US$ 321,57 milhões. Entre eles estão ainda os Emirados Árabes Unidos, com US$ 704,75 milhões.

Líbano pode se destacar como parceiro

A análise dos dados de comércio exterior mostra, ainda, que o Líbano tem potencial para ganhar posições no ranking dos principais destinos das exportações brasileiras para os Países Árabes e para tornar-se um grande parceiro. O país, que comprou US$ 26,5 milhões em mercadorias do Brasil, apresenta crescimento sustentável de janeiro a junho, tanto em valor (38%), quanto em participação, que passou de 2,8% para 3,7% do total, entre os primeiros semestres de 2008 e de 2009.

Outros Países Árabes que têm potencial para ganhar posições nesse ranking, devido a um crescimento sustentável, são o Iêmen e o Kuwait, responsáveis por embarques de US$ 25,82 milhões e US$ 24,69 milhões, respectivamente, de janeiro a junho deste ano.
O Iraque teve um destaque especial como destino das exportações brasileiras. O país árabe embarcou um total de US$ 96 milhões em mercadorias do Brasil, o que representa um aumento de 61% no primeiro semestre deste ano contra igual período de 2008.

No primeiro semestre de 2009, cerca de 61% das exportações brasileiras para os países árabes, ficaram concentradas em açúcar, complexo carnes e minério de ferro. As aeronaves também tiveram um crescimento expressivo de 63%. Despontam, ainda, nos embarques brasileiros para as nações árabes, o café, o chá mate, as especiarias, preparações de carne, papel e cartão.

Os bons resultados do comércio não incluem os setores de serviços e investimentos, que vêm crescendo expressivamente. Um exemplo disso é o setor de construção civil. Empresas brasileiras dessa área marcam presença com projetos inovadores em diversos Países Árabes. A Andrade Gutierrez, que possui um escritório em Argel, capital da Argélia, acaba de fechar três contratos na Líbia, país onde as construtoras Camargo Corrêa e Queiroz Galvão também realizam grandes obras. Já a Odebrecht está presente no Djibuti e Emirados Árabes Unidos.

Empresas brasileiras destacam-se ainda na área da moda, por meio da instalação de lojas ou franquias nos Países Árabes. A Arábia Saudita atraiu marcas como a Carmen Steffens, de calçados, Colcci e Hering, de roupas, e O Boticário, de perfumaria e cosméticos. Nos Emirados Árabes Unidos é possível encontrar os calçados brasileiros da Via Uno e Arezzo e os produtos de O Boticário. Na Jordânia e na Síria também foram abertas lojas da Via Uno, enquanto a Santista Têxtil está presente no Marrocos.

Agronegócio

As exportações brasileiras do setor de agronegócio para os Países Árabes cresceram 16% no primeiro semestre de 2009, em relação ao mesmo período de 2008, ao passar de US$ 2,56 bilhões para US$ 2,96 bilhões. Nesse período, a participação das exportações brasileiras do agronegócios equivaleram a 9,41% frente ao exportado para o mundo. O volume vendas externas do agronegócio para os árabes representa 69% do total exportado para a região.

Os cinco principais compradores árabes do setor de agronegócio no período de janeiro a junho de 2009 foram a Arábia Saudita, com um total de US$ 703,17 milhões (crescimento de 23,48%), seguida pelos Emirados Árabes Unidos, com US$ 381,34 milhões (+19,36%), pelo Egito, com US$ 346,83 milhões (+13,68%), Argélia, com US$ 290,33 milhões (+33,70%) e o Marrocos, com US$ 234,19 milhões (+29,03%).

Os produtos mais exportados para a região nesse período foram açúcar e carnes, que juntos representaram 74% do total das vendas externas do agronegócio brasileiro,  totalizando US$ 2,19 bilhões.

Além disso, as exportações de soja para os Países Árabes tiveram um aumento de 151%, ao saírem de US$ 94,4 milhões no primeiro semestre de 2008 para US$ 237,5 milhões em idêntico per&

 Imprimir

No momento não temos comentário, entre com o primeiro comentário aqui...
E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq

Países Árabes
<
Arábia Saudita Argélia Bahrein Catar Djibouti
Egito Emirados Iémen Ilhas Comores Iraque
Jordania Kuwait Líbano Líbia Marrocos (em construção)
Mauritania (em construção) Omã Palestina (em construção) Síria Somália
Sudão Tunísia
VEJA TAMBÉM
MAIS VISTOS
Taxas

Moedas

Compra

Venda

Dinar Argelino

62.85

62.96

Dinar do Bahrein

0.37

0.37

Dinar Iraquiano

1,197.60

1,198.60

Dinar Jordaniano

0.70

0.701

Dinar Kuwaitiano

0.27

0.27

Dinar Líbio

1.19

1.19

Libra Sudanesa

2.05

2.06

Dinar Tunisiano

1.17

1.17

Dirham EAU

3.67

3.68

Dirham Marroquino

7.29

7.36

Franco Comorense


Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.