Principal > Economia > Notícias
Português العربية
publicidade
    Tuesday, November 12, 2019
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


A corrupção consome 1/3 da renda nacional dos países árabes

 Imprimir Arabesq | 09/07/2010 A | A
Publicidade
Consciencia Jeans

A Organização Árabe para o Desenvolvimento Administrativo sugeriu que seja adotado um programa nacional para proteger as sociedades árabes da corrupção, e pediu aos governos árabes que criem a legislação necessária para combater a corrupção e fortalecer o Estado de Direito.

As recomendações são o resultado da conferencia encerrada nessa segunda-feira sob o título “Ruma a uma estratégia nacional de combate à corrupção”, na presença de representantes de 19 países árabes.

O chefe da Organização Árabe para a luta contra a corrupção Amer Khayyat revelou para al-jazeera que os países árabes desperdiçaram um trilhão de dólares em corrupção durante a segunda metade do século passado, um terço do total da renda nacional dos países árabes.

Legislação
Ele salientou a necessidade de atualizar a legislação existente para combater a corrupção na região, devido ao surgimento de novos crimes nesta área, tais como lavagem de dinheiro e crimes bancários.

Por sua vez, o representante da Organização Pela Transparência Internacional, Shuaibi Azmi, acredita que a falta de vontade política da classe dominante é a principal razão para o fracasso no combate à corrupção.

Ele acrescentou que existem outros fatores que contribuem para a manutenção da atual situação, como a ausência de fiscalização sobre o executivo, o grande poder dos órgãos de segurança nos países árabes, e a fraca influência da sociedade civil e da mídia.

O relatório de 2009 afirma que o Catar encabeça os países árabes em termos de transparência, classificado entre os 22 países mais transparentes no mundo, seguido dos Emirados (30 no mundo), Bahrein (46) e Arábia Saudita (63).

Já a Argélia e o Egito ficaram na posição 111 em termos de transparência administrativa. Ao final da lista estão Iêmen, Iraque, Sudão e Somália.

Dinamarca, Suécia, Singapura e Suíça ocupam os primeiros lugares da lista.

Com al-jazeera

 Imprimir

COMENTÁRIOS
 
Edmundo 7/10/2010 7:57:18 AM
A indiferença dos Povos Arabés é uma coisa monstruosa, seus lideres preferem construir obras monumentais, ilhas e etc., mas não investe no povo. O Estado Judeu é um exemplo a ser seguido, eles investem no seu povo, assim também deveriam ser a maioria dos povos arabes.

E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq

Países Árabes
<
Arábia Saudita Argélia Bahrein Catar Djibouti
Egito Emirados Iémen Ilhas Comores Iraque
Jordania Kuwait Líbano Líbia Marrocos (em construção)
Mauritania (em construção) Omã Palestina (em construção) Síria Somália
Sudão Tunísia
VEJA TAMBÉM
MAIS VISTOS
Taxas

Moedas

Compra

Venda

Dinar Argelino

62.85

62.96

Dinar do Bahrein

0.37

0.37

Dinar Iraquiano

1,197.60

1,198.60

Dinar Jordaniano

0.70

0.701

Dinar Kuwaitiano

0.27

0.27

Dinar Líbio

1.19

1.19

Libra Sudanesa

2.05

2.06

Dinar Tunisiano

1.17

1.17

Dirham EAU

3.67

3.68

Dirham Marroquino

7.29

7.36

Franco Comorense


Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.