Principal > Política > Notícias
Português العربية
    Monday, March 01, 2021
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Premiê turco se irrita e abandona Davos após discussão com presidente de Israel

 Imprimir Arabesq | 29/01/2009 A | A
Publicidade
Consciência Jeans

O Primeiro-Ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, retirou-se de um dos seminários do Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça, em protesto ao ser impedido de responder à longa e acalorada declaração do presidente israelense, Shimon Peres, sobre o ataque israelense contra Gaza.

O episódio ocorreu após uma longa discussão, entre os dois lideres, sobre os recentes confrontos em Gaza que deixaram cerca de 1.350 palestinos mortos, na maioria civis.

Erdogan se irritou ao tentar falar no fim do debate, pedindo ao moderador, o colunista do "Washington Post" David Ignatius, para deixá-lo responder a Peres que consumiu mais do que o dobro do seu tempo usando um tom alto de voz e aparentando irritação enquanto defendia a ação israelense em Gaza.

O moderador negou o direito de resposta. Foi quando Erdogan disse “obrigado, não acho que retornarei a Davos depois disso. Vocês não me deixam falar, mas permitiram a Peres uma fala de 25 minutos. Enquanto me deram a metade desse tempo”.

Antes disso Erdogan tinha dito em turco para Peres “Senhor Peres, você é mais velho que eu e usou uma linguagem forte e agressiva, da qual acredito que esteja arrependido. Eu me lembro das crianças que foram mortas nas praias [de Gaza] e lembro também que dois premiês do seu país [Israel] disseram que se sentiam muito felizes quando podiam atacar a palestina com tanques".

“Sinto me triste quando vejo pessoas aplaudindo o que você disse, pois muitos seres humanos foram mortos; e acho desumano aplaudir ações que levaram a este tipo de conseqüências”, acrescentou Erdogan.

Foi quando o moderado Ignatius interveio, afirmando que o debate não podia ser iniciado novamente. "Simplesmente não temos tempo."

"Por favor, me deixe terminar", disse Erdogan, que teve como resposta de Ignatius: "realmente precisamos levar as pessoas para jantar".

Após abandonar a sala, Erdogan passou por jornalistas dizendo que "tudo que Peres disse é mentira". "É inaceitável", completou.

O debate, que também tinha o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, como convidado, transcorria normalmente até que Peres começou a elevar o tom e, gritando alto, atribuiu a recente ofensiva israelense em Gaza aos foguetes lançados pelo Hamas contra seu território.

Após o episódio, o fundador do fórum Klaus Schwab se reuniu com Erdogan, e uma coletiva dos dois está marcada para a noite desta quinta-feira.

"Conheço Shimon Peres há muitos anos e também conheço Erdogan. Nunca vi Shimon Peres tão inflamado quanto ele estava hoje. Acho que ele sentiu que Israel estava sendo atacada por muitos da comunidade internacional. Ele se sentiu isolado", afirmou o ex-premiê norueguês Kjell Magne Bondevik. "Fiquei muito triste que Erdogan se foi. Essa é uma expressão do quão difícil é esta situação."

Amr Moussa, ex-chanceler egípcio à frente da Liga Árabe atualmente, classificou a ação de Erdogan como compreensível. "Erdogan disse o que queria e então se foi. Ele estava certo." Sobre Israel, Moussa afirmou: "Eles não escutam."

com al-Jazeera e agências internacionais

 Imprimir
No momento não temos comentário, entre com o primeiro comentário aqui...
E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Premie turco, Recep Tayyip Erdogan, abandona Davos após discussão com presidente de Israel Premie turco, Recep Tayyip Erdogan, abandona Davos após discussão com presidente de Israel
Rádio Arabesq
Veja Também

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.