Principal > Política > Notícias
Português العربية
    segunda-feira, 29 de maio de 2017
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Al Qaeda no Iraque ameaça matar cristãos onde estiverem

 Imprimir EFE | 03/11/2010 A | A
Publicidade
Consciência Jeans

Dois dias após exigir à Igreja copta que solte supostas duas ex-cristãs convertidas ao islã, um conglomerado de grupos terroristas liderado pela Al Qaeda no Iraque ameaçou matar os cristãos onde estiverem.

Em comunicado divulgado nesta quarta-feira em um site utilizado habitualmente por grupos radicais, o Estado Islâmico do Iraque ressalta que "acabou o prazo dado à Igreja cristã no Egito muçulmano para que esclareça a situação de nossas irmãs retidas (pela igreja) e para que as coloque em liberdade".

"Por isso, o Ministério da Guerra do Estado Islâmico do Iraque anuncia que todos os centros, organizações e organismos cristãos, com seus dirigentes e seguidores, são alvos legítimos para os mujahedin (combatentes) onde puderem ser alcançados", assegura a nota.

Na noite de 31 de outubro para 1 de novembro, pelo menos 58 pessoas - a maioria mulheres e crianças - morreram na igreja de Sayida An Nayá (Nossa Senhora do Socorro, em árabe), em Bagdá, em um ataque armado e na posterior operação para libertar os reféns presos por cinco terroristas no interior do templo.

Durante o atentado, os sequestradores divulgaram uma mensagem na qual deram um prazo de 48 horas para que fossem liberadas suas "irmãs na religião, detidas nas prisões dos mosteiros e nas igrejas da infidelidade no Egito".

O grupo terrorista se referia, entre outras, a Camilia Shehata, uma cristã que segundo vários grupos muçulmanos se converteu ao islã e que a Igreja copta mantém presa em um mosteiro.

Essa versão foi desmentida pela Igreja egípcia e pela própria Camilia em um vídeo postado na internet, cuja veracidade, no entanto, foi questionada pelos grupos muçulmanos.

Após o ultimato, fontes policiais asseguraram que tinham reforçado as medidas de segurança nas igrejas do Iraque, onde os coptas representam cerca de 10% da população.

A mensagem desta quarta-feira também exige que o Vaticano se desvincule da Igreja copta.
"Que saibam estes infiéis e a sua liderança, o Vaticano, que a espada da morte não se erguerá dos pescoços dos seus seguidores até que (o Vaticano) anuncie que não tem nada a ver com o que fazem os cachorros da Igreja egípcia", diz a nota.

 Imprimir
COMENTÁRIOS
 
abufauzi 06/11/2010 01:07:05
A al Qaeda é um bando de loucos e ovardes, o fim de vc´s estão próximos, mujahedins men el shaytan !

abufauzi 06/11/2010 01:09:12
A al Qaeda é um bando de loucos e ovardes, o fim de vc´s estão próximos, mujahedins men el shaytan !

E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq
Veja Também

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.